segunda-feira, 16 de junho de 2008


O antigo telefone enferrujado...
...da birosca do Nério, já não servia de auxílio aos moradores
daquele pequeno loteamento esquecido no tempo ao pé da monumental Serra do Mendanha.
As crianças morriam desnutridas,infectadas pela água do velho rio, sem forças para se porem de pé, riscando a poeira do chão como um compasso no sol escaldante.

5 comentários:

Marco Carillo disse...

Que maravilha de trabalho!!!
Já estou colocado nos meus SUPERFAVORITOS!!!!!!!
abração,

Luciano Ramos disse...

Luis, na falta de um livro sobre sua obra, salvei todas as imagens e estou disposto a imprimir tudo e encadernar...dos 4 blogs.
Acho que já passou da hora de alguém editar um livro de arte sobre o seu trabalho.
Uma pena a Papel Brasil ter acabado assim...sem mais nem menos.

. . . . . . . . . . . . disse...

Meu caro Luciano,
não tenha muita pressa porque outros desenhos serão públicados em breve.
Agradeço a sua deferência.
Grande abraço,
Lula.

Fátima Campilho disse...

Sinistro em ambos os sentidos.
Ri com o Severino e agora tenho certeza de que não vou dormir!Será que se eu disser que fiquei horrorizada estarei fazendo um elogio?
Mais um Lula para acompanhar. Meu pai era Lula, meu filho idem e o presidente também.
Menini, você é o máximo.
Abraços essenciais.

Lula Palomanes disse...

O Horror também é uma forma de emoção, Fátima.

Abrs,

Lula.